Intolerância à lactose em bebês: é comum?

18/08/2021 Amamentação

Os bebês, até os seis meses de idade, devem alimentar-se exclusivamente de leite materno e uma dúvida que surge em várias famílias é: e se meu bebê tiver intolerância à lactose?

É importante destacar primeiro que a intolerância à lactose em bebês é muito rara, já que as enzimas da lactase começam a cair somente aos dois anos de idade. Se após a amamentação seu filho tiver sintomas como: diarreia, cólica e gases, o problema pode ser outro. Vamos entender.

Condição pode ser temporária

Nutricionista especialista em nutrição materno infantil, Janice Danielli, explica que por conta da exceção dos casos verdadeiros, o que o bebê pode estar sofrendo após a amamentação é uma condição passageira.

“O que é mais comum é uma intolerância temporária à lactose, que normalmente acontece após algum processo infeccioso, uso de antibióticos ou episódios de diarreia, assim que tratada a condição o organismo já vai aos poucos recuperando a produção da lactase”, pontua.

Se os sintomas persistirem é necessário consultar seu pediatra para verificar se o problema realmente é maior. O que será feito, então, é a retirada do leite materno e a substituição pelo uso de fórmulas sem lactose. É importante ressaltar que nenhuma restrição deve ser feita sem prescrição médica. 

Alergia ao leite

Outro fator a ser observado é se o bebê tem alergia à proteína do leite de vaca (APLV), condição diferente e mais comum que a intolerância à lactose. A alergia ao leite pode causar sintomas como:  

  • Choro intenso;
  • Vômito;
  • Diarreia;
  • Prisão de ventre

A alergia ao leite é mais comum em crianças de até 1 ano de idade e é causada usualmente pela  imaturidade do sistema imunológico intestinal

Mesmo que o contato do seu bebê com laticínios seja baixo, se o leite está fazendo mal a mãe é quem deverá modificar sua dieta e evitar qualquer ingestão da  proteína do leite para não passá-la para o leite materno.

Entretanto, a retirada dos laticínios pode causar deficiência de cálcio no organismo, então a mãe deve começar a consumir alimentos ricos em cálcio como ovo cozido, couve e rúcula. Consulte seu médico e nutricionista.  

Quer saber mais sobre o assunto? Assista ao vídeo da Nutricionista Janice no Canal do Youtube da Hug

FONTES
Nutricionista Janice Danielli
Sociedade Brasileira de Pediatria  

Compartilhe

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *